Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2019

Era uma vez...

Imagem
Bodas de Prata de meus pais... Quero compartilhar com você, uma preciosidade encontrada hoje no meu baú de recordações. Um lindo poema escrito por minha avó paterna  Maria Petrina Fontes.  Minha avó escreveu esse poema para meus pais, Manfredo e Irene pela ocasião das Boda de Prata deles, no ano de 1965.
Compartilho também com meus filhos, primos e todos os outros descendentes dos Fontes. Aqui o transcrevo :
" Salve! 8 de Dezembro de 1965 Meus diletos e amados filhos Manfredo e Irene.
Oito de Dezembro, dia da Imaculada Conceição, Dia em que vocês entrelaçaram seus corações, Pelo laço sublime do sagrado matrimonio; Dia inesquecível, repleto de gratas recordações.
Sim meus diletos e amados filhos, Eu os felicito por esta data memorável, Rogando a Deus que os cubra de bençãos E que os conserve sempre um casal inigualável.
Da mamãe que os abraça e abençoa com toda efusão de sua alma Maria Petrina de Lima Fontes"
É com muito carinho e orgulho que faço essa homenagem a minha avozi…

Saudades de Pai e Mãe!

Imagem
Colo de Mãe e Pai
Li certa vez numa crônica da Martha Medeiros, na qual ela disserta as desvantagens entre o que o mundo exige de cada um de nós e as vantagens em se ter uma mãe na infância, na adolescência, na juventude e até na idade adulta. Porém é desolador quando não temos nossos pais junto de nós para ganhar aquele abraço, aquele colo aconchegante nas dúvidas, nos problemas do dia-a-dia para acalmar nosso coração nos momentos de angústia e fraqueza. E quando já passamos dos 70, pais e irmãos já não estão entre nós, é quando nos sentimos abandonados, é quando a saudade aumenta...  Abandonados pela sociedade, pelos amigos, parentes mais próximos... E, quando a distância e as mazelas da idade impedem em estarmos junto aos entes queridos, a solidão desse mundo te assola. Até nos momentos felizes, não temos  aquele abraço revigorante de nossos pais pelo nosso sucesso.  Saudades de Mãe e Pai que já partiram para junto de Deus. Mesmo sabendo que de onde estão velam por mim. Falta-me o cont…

Baú de Recordações!

Imagem
Meu Baú de Fotos!
Mexendo no Baú da Recordações encontrei essas lindezas  que por acaso sou eu com meus  2 anos e seis meses vestida de baiana e anjo. Mais uma foto dos meus 22 anos. Belas recordações de uma infância linda. Brinquei muito, sorria muito, era fotografada de todos os jeitos. Minha juventude?  Ha, minha juventude! Foram muitas tardes dançantes, muitos bailes... Foi realmente uma juventude maravilhosa... Na foto acima atente para as dedicatórias escrita por minha mãe(letra linda) para minha avozinha e madrinha Albertina Zappelli. Saudades das duas!  Recordações da minha infância e juventude vividas em toda a sua plenitude!